Biketech Floripa

quinta-feira, 10 de março de 2016

Pesquisa: óleo de pequi para atletas
Depois de 18 anos de estudos, pesquisadores confirmam os benefícios antioxidantes do óleo de pequi para atletas

Fonte: Prologo Ativo

Os pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) passaram 18 anos estudando o Pequi, fruta do Cerrado muito apreciada na cozinha goiana, para realizar uma pesquisa sobre o óleo de pequi e seus benefícios para a saúde. A descoberta é animadora para praticantes de esportes de endurance, como ciclistas e maratonistas – que geram quantidades altas de radicais livres e processos inflamatórios pelo corpo durante os treinos e provas exaustivos.
A pesquisa descobriu que o óleo de pequi contém compostos anti-inflamatórios e antioxidantes (substâncias que podem combater os radicais livres), além de também combater o colesterol ruim e baixar a pressão arterial. O fruto tem tantos benefícios que os pesquisadores transformaram a polpa em cápsulas gelatinosas, para conservar os nutrientes e possibilitar sua ingestão diária. A Universidade de Brasília firmou acordo com a Farmacotécnica RTK para comercializar o óleo, que será vendido a partir de 14 de abril.
Pesquisas sobre o óleo de Pequi
O estudo passou por três fases e começou com o intuito de encontrar um substrato natural que evitasse os efeitos colaterais do tratamento do câncer, que provoca grande liberação de radicais livres por conta dos fortes medicamentos da quimioterapia.
O óleo de pequi foi estudado como um neutralizador destes – e foi muito eficiente nessa aplicação. Depois, foram feitos testes em pacientes com diabetes e lúpus, onde a suplementação com o óleo foi capaz de melhorar o quadro inflamatório. A partir daí, os estudos foram direcionados para outro público: o dos atletas de endurance, indivíduos saudáveis que acabam produzindo muitos radicais livres por conta do esforço físico extremo das atividades que realizam: ciclistas e maratonistas.
Para isso, foram testados os efeitos do óleo de pequi em 130 maratonistas depois de terminarem uma maratona. Aqueles atletas que ingeriram o óleo durante os 30 dias antes da competição, tiveram uma diminuição significativa nos indicadores de radicais livres e também nos processos inflamatórios do corpo. O que é mais animador nesta pesquisa, é que o suplemento não tem nenhum tipo de contra-indicação (exceto se você for alérgico à fruta). A recomendação de ingestão é diária, duas cápsulas por dia.
Onde encontrar 
É um fruto típico do Cerrado e tradicional em pratos culinários mineiros e goianos. Muita gente não gosta do pequi por seu gosto e cheiro fortes, por isso a ideia de produzir e comercializar as cápsulas gelatinosas – que não têm sabor algum. O produto, registrado na Agência de Vigilância Sanitária como nutracêutico (substância de origem natural que melhora as funções orgânicas), poderá ser adquirido pelo site Naiak (clique aqui para acessá-lo).

Fonte:  Nayak,  Unb


Categories:

0 comentários:

Postar um comentário