Cicles Hoffmann

Blog Archive

Breaking

Recent In Internet

Recent Post

LightBlog
Adbox

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

(Notícia de 2015, mas bem atual, assim como os ensinamentos da Cartilha Nacional do Ciclista)

Nesta última terça, dia 22/09/15, Dia Mundial Sem Carro, o governo, segundo o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, prestou uma homenagem aos ciclistas do país ao lançar a Cartilha do Ciclista (disponível neste link em formato PDF).

Essa homenagem é uma das ações para consolidar políticas públicas em apoio e solidariedade aos ciclistas

A Cartilha reúne informações sobre legislação, sinalização, diferentes vias que compõem a rede cicloviária e regras de circulação e segurança. 

O objetivo é esclarecer e conscientizar ciclistas, condutores de veículos motorizados e pedestres sobre como manter uma convivência pacífica e harmônica entre os diversos modais no trânsito brasileiro. 

Cartilha está muito bem ilustrada e escrita! Baixe a sua cartilha e veja que existem muitas informações importantes!

Segue abaixo a reportagem completa!


Cartilha Nacional do Ciclista é mais um passo para ampliar segurança no trânsito, diz ministro

Fonte: Ministério das Cidades

Escrito por Ascom

No Dia Mundial Sem Carro, comemorado nesta terça-feira (22), o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse que o Governo Federal prestou uma homenagem aos ciclistas do país ao lançar a Cartilha do Ciclista.

A publicação foi possível graças à parceria da Secretaria Nacional de Transportes e Mobilidade de Urbana (Semob) do Ministério das Cidades com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). “Essa homenagem é uma das ações para consolidar políticas públicas em apoio e solidariedade aos ciclistas”, afirmou Kassab.

O ministro das Cidades destacou o empenho das equipes na elaboração do projeto. “Quando a gente lê a cartilha percebe os detalhes e o quanto as equipes se dedicaram. Foram feitas pesquisas em diversas cidades do mundo para que essa cartilha fosse a mais ampla e completa possível. É uma oportunidade das prefeituras terem um manual para os ciclistas”, assegurou.

Kassab informou que a procura pela publicação foi grande mesmo antes do lançamento. “Só até o dia de ontem, já tínhamos quase 300 pedidos de  cidades de todo o país do Brasil, e, muito possivelmente, até o final de semana vai passar de mil municípios. É um número expressivo que mostra que o ciclista procura as prefeituras locais”, destacou.



Cartilha - A publicação reúne informações sobre legislação, sinalização, diferentes vias que compõem a rede cicloviária e regras de circulação e segurança. O objetivo é esclarecer e conscientizar ciclistas, condutores de veículos motorizados e pedestres sobre como manter uma convivência pacífica e harmônica entre os diversos modais no trânsito brasileiro. A cartilha está disponível, em formato PDF, no site do Ministério das Cidades.

O secretário da Semob, Dario Rais Lopes, explicou que a Cartilha envolve aspectos do uso da bicicleta como modo de transporte e as possíveis alternativas de deslocamento. “Essa publicação mostra a bicicleta como modo de transporte e esclarece ao ciclista os cuidados de equipamentos de proteção e manutenção. É importante que o condutor tome as precauções para que o seu deslocamento seja seguro e tenha fluidez”, justificou Dario.

Para o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), Alberto Angerami, o lançamento da cartilha é mais uma etapa vencida na luta pela diminuição do número de acidentes no país. “Queremos que as bicicletas convivam harmoniosamente com pedestres, carros, ônibus, caminhões, motocicletas, visando sempre o trânsito seguro. Estamos trabalhando para salvar vidas”, afirmou Angerami.

O diretor do Denatran disse que o número de acidentes é “catastrófico” e que o Ministério das Cidades e o Denatran “trabalham para preservar vidas”. Angerami disse ainda que foi criado um grupo de trabalho composto por representantes do Denatran, Semob, e outros órgãos governamentais de trânsito para discutir as diretrizes de elaboração do Manual Cicloviário, com objetivo de orientar os municípios a desenvolverem sua rede cicloviária com padrões de sinalização e projetos adequados aos estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro



Sinalizações - Durante o evento, foram apresentadas sinalizações verticais e horizontais relacionadas à bicicleta para indicar circulação compartilhada de ciclistas, pedestres e motoristas. 

Uma delas é a placa de regulamentação R-36c, que indica a circulação compartilhada de ciclistas e pedestre em calçadas, canteiros, passagens subterrâneas de pedestres, passarelas, trechos de via, pistas ou faixas de circulação. 

A outra é o Símbolo Indicativo de Rota de Bicicleta (Ciclorrota) – SIR, que indica a existência de rota sinalizada para ciclistas.

CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Galera é com muito orgulho e com bastante trabalho já feito e muito por fazer, que anunciamos nossa Primeira Prova de MTB em Floripa!

Temos, como dever, fortalecer o esporte em nossa região e, claro, fazer um evento TOP! :) 

Queremos receber pessoas de todo Brasil! Para isso estamos acertando detalhes para abrir as inscrições fiquem ligados, pois não mediremos esforço para sair tudo perfeito !!!

. Data: 17/06/2018

. Horário: 08:00
. Local: Praia do Moçambique/Rio Vermelho, Florianópolis, SC
. SITE OFICIAL
. Site Risco Zero Adventure



INSCRIÇÕES
. Até dia 14/06/2018
. VALORES*
  1º Lote: R$ 70,00 (até atingir os 100 primeiros inscritos)
  Cicloturismo: R$ 50,00

  2º Lote: R$ 90,00 (Até 15/05)
  Cicloturismo: R$ 70,00

  3º Lote: R$ 110,00 (Até 14/06)
  Cicloturismo: R$ 90,00

  . Valores acima e + 1 Kg de alimentos não perecíveis ou R$ 5,00 que deverão ser entregues na hora da retirada do Kit pelo atleta.


CLIQUE AQUI para se inscrever

PERCURSOS
. Pró: 54 Km e 806 m de altimetria
 (Clique aqui para conferir o trajeto no Strava)

. Sport: 29,6 Km e 230m de altimetria
 (Clique aqui para conferir o trajeto no Strava)

. Cicloturismo: 16,77 Km e 99m de altimetria
 (Clique aqui para conferir o trajeto no Strava)



CONTATOS
48 99970-2487
48 98441-3949


CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

Pega essa!!!

Monte sua equipe e venha viver momentos de aventura na capital mundial do ecoturismo: Bonito/MS!

. Dia 01 de Julho
. Local: Praia da Figueira, Bonito-MS

Breve, inscrições pelo site: www.BONITOCROSS.com.br



INFORMAÇÕES e CONTATOS
Para obter mais informações e ou agendar sua viagem, entre em contato com :
. SITE OFICIAL
. Página no Facebook
. Ângela Valente
  _ Celular e whatsapp: 67 9 9137-6117).
  _ Email: angelavelcic@gmail.com
Rota Aventura
Agência Igarapé
Agência Igarapé



CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018


Vem aí a Copa Free Force, um evento que já nasceu com a bike no DNA.

     Com o conceito da experiência com o Pedal Free Force e as provas organizadas pelo Flávio Borges,  A Copa Free Force será realizada em 5 etapas, em locais sempre agradáveis para muito pedal, diversão e desafio.

     Um evento de Mountain Bike disputado no sistema maratona (Mountain Bike de longa distância) dividido em categorias por idades e grau de dificuldade, PRO, SPORT e AMADOR.

     Muitas atrativos como Kit atleta, camisa de evento, medalha de participação, pontos de abastecimento. Enfim um evento completo para você e sua família.
     A primeira etapa será em Camboriú, dia 25 de fevereiro, largada na Cascata do Encanto. Local super agradável com estrutura para toda família.
     Prepare-se porque é só início de grandes etapas e emoções! Comece a Copa Free Force com o "Pedal Direito"! :)

     Confira as informações no site Oficial (www.copafreeforce.com.br), Evento no Facebook ou no site Pedala Floripa (www.pedalafloripa.com), se inscreva e venha fazer parte desta Festa Ciclística!

ATENÇÃO: INSCRIÇÕES somente até AMANHÃ (21/02/18)!



CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O que é massa crítica?
A massa crítica é uma celebração da bicicleta como meio de transporte que ocorre em mais de 300 cidades ao redor do mundo. 

Ela acontece quando dezenas, centenas ou milhares de ciclistas se reúnem para ocupar seu espaço nas ruas e criar um contraponto aos meios mais estabelecidos de transporte urbano.

O que queremos?
Mais segurança, mais ciclovias, mais respeito e principalmente mais amor. 

. Data: 23/FEV/2018
. Concentração: a partir das 18 hrs 
. Saída: 20 hrs
. Trajeto: a definir no decorrer da concentração
. Local: Pista de skate do bairro Trindade (em frente ao shopping Iguatemi)
Evento no Facebook

CICLES HOFFMANN ALL SPORTING
Sabadão dia 24 de fevereiro, Santa Paulina estará lhe aguardando de braços abertos, nesta dia único e especial para todos os ciclistas, com bênção no Santuário Santa Paulina. 

Participe!!

. Data: 24/Fev/2018
. Horário: 08:30
. Local da Saída: Igreja Matriz de São Sebastião - Tijucas, SC


MAIS INFORMAÇÕES
. INSCRIÇÕES:
  _ Valor: R$ 20,00
  _ Direito a frutas, água e sucos
. Trajeto: 35 km pelos Caminhos da Fé
. Paradas durante o trajeto
. Obrigatório uso do capacete durante todo trajeto
. 11:00 - Benção Especial para todos os Ciclistas no Santuário
Página no Facebook

CICLES HOFFMANN ALL SPORTING
A Copa Free Force será realizada em 5 etapas, com pontos somatórios acumulativos, durante o ano de 2018.

O A Copa Free Force de Mountain Bike será disputado no sistema maratona (Mountain bike de longa distância).

Os circuitos serão PRO, SPORT e AMADOR os quais largarão  separadamente conforme programação da prova.


. Data: 25/02/2018
. Local: Camboriú
. Evento no Facebook

KIT ATLETA BÁSICO 
. Número, Barra de Proteína Banana Brasil, Gel anti atrito Solifes, Power Gel Bodyaction - Medalha Finisher
. Sacola Free Force.
. Camisa Free Force: será vendida separadamente; aguardando aprovação do layout.

INSCRIÇÕES
. Valores das inscrições: R$ 90,00
. Participantes acima de 60 anos pagam 50%


CLIQUE para se inscrever

PERCURSOSDistâncias aproximadas:
. Pro 86 km (veja mapa do percurso)
. Sport 65 km (veja mapa do percurso)
. Amador 35 km (veja mapa do percurso)

PROGRAMAÇÃO
. SÁBADO (24/02)
  - Entrega de kits: 13:00 às 19:00 (local a definir)

. DOMINGO (25/02)
  - Entrega de kits:  7:00 às 8:30
  - Largadas a partir das 8:30 (25/02)

Para mais informações, CLIQUE AQUI.


CICLES HOFFMANN ALL SPORTING
A FEDERAÇÃO CATARINENSE DE CICLISMO realiza mais uma edição do SANTA CATARINA BIKE FEST, evento que tem como objetivo reunir todas as tribos da Bike atendendo o Programa CICLISMO PARA TODOS idealizado pela União Ciclística Internacional (UCI).

Lembraremos sempre com muito prazer o ícone da luta em favor da mobilidade através do uso da Bicicleta e do esporte em Santa Catarina, WILBERTO BOOS, 1º diretor de Mountain Bike da FCC, o qual dispensa apresentações.

A 2ª edição será realizada nos dias 17 e 18/03 na Cidade de Gaspar junto a aprazível natureza, onde se localiza a Cervejaria DAS BIER na localidade de Belchior Alto nos limites com Blumenau e Luís Alves, onde disponibilizaremos aos amantes e futuros amantes da Bicicleta 5 eventos, sendo: 
. Marathon, 
. Ciclismo de Estrada, 
. Bikes Fixas, 
. Cicloturismo e 
. Mini Bikes para crianças de 2 a 5 anos.

Evento Familiar com entrada Gratuita e com muitas atrações : pesque pague, restaurante, local paradisíaco.

Venha, convide os amigos, vamos juntos fazer uma grande festa em prol do desenvolvimento da Bicicleta!

INFORMAÇÕES e INSCRIÇÕES 
Nas lojas apoiadoras :
. Blumenau : 360 Bike Shop
. Gaspar : Bike Center, Gaspar Bike, Volnei Bikes 

Site da Risco Zero Adventure
. Sábado: Marathon e Cicloturismo ( MTB)
. Domingo: Ciclismo de Estrada e Bikes Fixas

Site da Federação Catarinense de Ciclismo
. Link: GERAL 17/03/2018 - #3 SC BIKE FEST - TRIBUTO A BOOS


CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Confira os acidentes com ciclistas mais comuns e saiba como evitá-los

. Autora :  Ana Lídia Borba 
. Fonte: Ativo - VO2 Bike

É fato que o ciclismo é um esporte potencialmente arriscado, pois obriga seus atletas a dividir vias malcuidadas com motoristas imprevisíveis e pedestres desatentos. No entanto, muitas vezes o perigo está presente em situações inusitadas. Entenda as causas dos acidentes com ciclistas mais comuns e saiba como agir para evitá-los — ou, ao menos, minimizar o risco.

Obstáculos na estrada


Como acontece – O ciclista ou alguém do seu grupo atinge um buraco, galho, sinalizador de pista ou derrapa em uma área com areia ou cascalho. Quando ocorre em um pelotão, pode causar um verdadeiro “efeito dominó”.

Como evitar – O lugar mais seguro em um pelotão é sempre à frente. Se não tiver uma visão desobstruída do seu entorno, evite pedalar atrás de atletas que não sinalizam ou que sejam inseguros ou desatentos sobre a bicicleta. Sinalize obstáculos com antecedência e desvie deles — caso não seja possível, evite mudanças bruscas de direção, especialmente em superfícies sem tração.

Curvas perigosas

Como acontece – Há diversas razões para acidentes em curvas: pista suja ou com ondulações; velocidade excessiva; piso molhado; uso de freios ou posicionamento do ciclista de modo equivocado… Ou, claro, todas as anteriores.
Como evitar – Em primeiro lugar, jamais faça curvas em velocidade superior àquela em que você tem total domínio sobre a bicicleta. Antecipe-se às curvas, preparando-se para as mudanças de angulação da estrada e da bicicleta, e freie antes de entrar nas mesmas — nunca durante —, preferencialmente usando o freio dianteiro. Se por azar você tiver um pneu furado ou perder tração, alinhe a bicicleta verticalmente e faça um traçado em linha reta, para fora da curva, freando calmamente até parar.
Ponte de madeira localizada numa curva, onde muitos bikers já se acidentaram

Toque de rodas

Como acontece – A roda dianteira de um ciclista fica levemente emparelhada à roda traseira da bicicleta à frente. Assim, ele fica sem tempo para reagir a qualquer ação do atleta adiante — pedalar em pé, frear ou mudar de direção — e acaba tocando sua roda. Nesse tipo de toque, normalmente é o ciclista de trás que vai para o chão (quando não os dois).
Como evitar – Procure não pedalar no vácuo de pessoas inexperientes e mantenha distância para evitar que as rodas se emparelhem em trechos de redução de velocidade ou curvas. Sempre que possível, olhe à frente do ciclista que estiver seguindo, antecipando eventuais problemas. Caso o toque seja inevitável, tente estabilizar a bicicleta a partir do quadril e não mude de direção. Pare de pedalar por alguns segundos e jogue seu peso para trás, mantendo uma linha reta e reduzindo a velocidade gradualmente.

Cabeça baixa

Como acontece – Por vezes, durante esforços muito intensos ou devido a bike fit inadequado, o ciclista pedala olhando para baixo, na direção da roda dianteira de sua bicicleta. Sem enxergar à frente, acaba surpreendido por obstáculos que vão de buracos na pista a carros parados no acostamento. Esse tipo de acidente também pode acontecer por cansaço ou desatenção — especialmente em estradas muito familiares ao atleta.
Como evitar – Mesmo que você conheça o percurso, mantenha-se alerta. Evite realizar treinos de alta intensidade em percursos perigosos ou muito movimentados, pois a fadiga o deixará mais propenso a acidentes, e realize um bom bike fit, que garanta uma postura adequada, sem dores, mesmo ao final dos treinos longos. Pedalar em pelotões com ciclistas muito mais fortes que você também não é recomendável — seu esforço para sobreviver às mudanças de ritmo farão de você um perigo em potencial, para si mesmo e para os demais.

Acidente com veículos ou pedestres

Como acontece – Fruto de desatenção, imprudência ou mesmo fatalidade. Normalmente tem maior gravidade em função da diferença de peso e velocidade dos envolvidos — mesmo quando se trata de ciclista e pedestre.
Como evitar – Mantenha-se atento ao entorno e sinalize claramente suas ações — mudanças de vias, desvios, passagem em cruzamentos. Utilize roupas visíveis, obedeça às leis de trânsito e jamais pedale na contramão.

Tombo clipado


Como acontece – O biker não desclipa o pé do pedal ou mesmo desclipa o pé errado, quando para a bicicleta, tombando para o lado.
Como evitar – Se o biker está começando a usar pedal com clip, treinar bastante até o comportamento de desclipar ficar quase automático. Em situações onde o biker tem grandes chances de colocar o pé no chão, como em trilhas escorregadias, desclipar os pés antes.

Mais dicas


Percebo que, antes de ocorrerem os acidentes, há uma sucessão de avisos: os incidentes. É bom ficar atento ao cansaço, ao músculo dolorido, à pressa, ao sono deficiente, ao over trainning, entre outros avisos que geram falta de atenção e incidentes (como uma fechada, uma marcha errada, um buraco que não foi visto à tempo) que avisam que está na hora de redobrar a atenção e diminuir a velocidade ou mesmo parar. Autor : Biker Marcelo Heck.

CICLES HOFFMANN ALL SPORTING

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018


Como aliar a musculação ao treino de bike

. Autor: Por Marcos Lembo
. Fonte: Ativo VO2 Bike 


A musculação é um exercício complementar muito benéfico ao ciclista, pois aumenta a densidade óssea, ajuda na consciência corporal sobre a bike e ameniza possíveis desvios posturais ou desequilíbrios musculares, além de otimizar o ganho de massa magra. Segundo Felipe Miranda Paes, treinador e sócio da OCE- treine.net, o treino de musculação para ciclistas deve ser focado principalmente nos membros inferiores, com exercícios como leg press, cadeira extensora, mesa flexora, flexão plantar, abdução e adução. Porém, também é importante trabalhar o fortalecimento dos membros superiores e da região do core (formada pelo abdome, lombar e quadril), responsáveis pela sustentação do atleta. A seguir, o treinador da OCE explica como aliar a musculação ao treino de bike de acordo com a periodização.

Treino de base
No período do treinamento de base, quando o objetivo é preparar o corpo para a temporada, deve-se focar na resistência muscular, trabalhando com cargas médias e mais repetições. Nesse momento, o ideal são três a quatro séries com 15 a 20 repetições.

Aumentando a intensidade
Pouco antes do final dos meses de base, com o começo dos treinos mais intensos, é interessante aumentar a carga dos exercícios para ganhar força muscular. Mantenha o número de séries, mas diminua as repetições para oito ou 12.

Início da temporada
Com o início da temporada competitiva é recomendável reduzir o peso utilizado na musculação, assim como as repetições. Uma alternativa é explorar os exercícios funcionais, pois esses trabalham o corpo de forma integrada e possuem movimentos mais naturais que utilizam o próprio peso corporal.

Principais competições
Durante os meses em que ocorrem as principais competições focadas pelo atleta, nos quais os treinos são pensados especificamente para cada prova, o ideal é que se realize musculação apenas como “manutenção”. Para isso, devem- se utilizar cargas bem leves, com poucas repetições e séries.

Além das pernas
Ao aliar a musculação ao treino de bike, um complemento muitas vezes ignorado pelos ciclistas é o fortalecimento dos músculos superiores e da região do core, responsáveis por sustentar o atleta. Exercícios como remada unilateral com halteres, tríceps na polia ou supino com barra devem ser realizados com pouco peso, afinal, o objetivo é fortalecê-los e não ganhar massa muscular. Duas a três séries com oito a dez repetições são suficientes. Para fortalecer a região do core, uma boa pedida são treinos funcionais para as costas e para o abdome utilizando a bola de exercício, o que ajudará na estabilização da coluna e no equilíbrio corporal.

CICLES HOFFMANN ALL SPORTING