Cicles Hoffmann

Tabela de Eventos

Evento

Titulo

Perdida na trilha - caso real

Um caso muito legal e interessante de superação, onde a biker conseguiu enxergar pontos positivos numa possível derrota. Também já fiquei para trás num reconhecimento, quando o pneu da minha bike furou. É muito frustrante, mas o jeito é superar e seguir adiante...

Ficar perdida no treino de reconhecimento oficial da maratona, sabendo que os outros avançaram, enquanto eu ficara para trás era uma grande derrota. Algo que eu demorei a digerir. Culpei a organização do evento, condenei pessoas. Senti medo e frustração no meio do mato. Escutava os pássaros, eles não podiam me guiar, porque nem que eu imaginasse, poderia ser uma águia para ver lá do alto, o caminho certo. Não fiquei só, comigo ficara um ciclista grandão, que mal conhecia. Mas ele também não sabia o caminho. 

Logo apareceu um casal também procurando a trilha. Ele vestia camisa de competição e passaram rápidos a nossa frente, deixando-nos pra trás. Logo os alcançamos, pois haviam parados em uma enorme teia, com uma aranha no meio, fechando a trilha, guardiã. De fato, ela era o sinal, a indicação de que o caminho certo estava bem próximo a sua casa. Não tivemos esse discernimento, pois estávamos todos agitados e preocupados. 


O casal dizia que o caminho era de um lado e o colega grandão afirmava que era de outro. Ficou naquele impasse, até que eles decidiram ir por um lado e nós fomos por outro. Não demorou muito, voltaram. Seguimos os quatro por uma passagem que foi dar nas dunas. Eu ia à frente e logo percebi que as marcas na areia não eram recentes. A partir daí rodamos por três trajetos que deram no mesmo lugar. Estávamos cansados, a minha pélvis doía de tantos solavancos, dor em tudo. Por fim, o casal desistiu. Eu e o grandão continuamos tentando mais um pouco e também renunciamos.


Depois de algumas horas ruminando a derrota, fui decifrando os enigmas por trás das aparências. Quando assisti o vídeo dos ciclistas e vi alguns que não sabiam atravessar a lama e outros que passavam tranquilamente, eu entendi que era apenas uma etapa, que eu ainda não conseguira chegar, como tudo nos esportes, e como também na vida. Aquilo que eu sentira como uma derrota, era uma superação. Dos medos, do julgamento rápido das pessoas, da impaciência. 

Percebi que naquela uma ou duas horas, não sei ao certo em que estivera perdida aprendera muito com o grandão, pois à medida que circulávamos ele me ensinava a técnica de andar de bike nas trilhas, pular os troncos, observar o solo úmido, reconhecer a passagem humana. Compreendi que estivera no lugar e hora válidos. 

No final da tarde daquele domingo, ainda recebera um convite da vizinha para o aniversário de seis anos do Miguel.

Nenhum comentário

Recent Post

Janio Rossa Cycling
Tecnologia do Blogger.