Biketech Floripa

domingo, 26 de maio de 2013


O biker Luciano Schroeder ou Covinha (como é mais conhecido :) é uma pessoa  muito querida  por todos! Está sempre de bom astral e procurando animar a turma, contagiando com seu bom humor! :)

O Covinha curte usar as magelas de várias formas: fazendo cicloturismo nacional e internacional, pedalando em grupo, competindo, como meio de transporte; tendo iniciado suas pedaladas quando ainda era criança, nas 'pistas de bicicross' criadas pela galera.

Curta mais uma história Show de Bike! :)

CicloAbraços, Biker


Ao receber o convite do Audálio para relatar minha vida de Bike, me toquei que até então não havia nada registrado e tampouco refletido o que a Bike representava na minha vida.  Excelente a ideia dele e que Show ler todos os outros relatos. 

Bom, nem vou falar que me considero um quase dinossauro da Bike, de tanto tempo que estou nela. Aliás, acho que só bastou ter aprendido a andar, para logo em seguida subir na magrela, uma caloi Aro 20.  Lá em Barreiros, na rua que leva o nome do meu Avó, Antônio Schroeder,  dei as primeiras pedaladas tentando me equilibrar no trilho do carro. 


Monareta 1980
Depois veio a adolescência no Estreito, onde aí já estava com uma Monareta 1980. Côsa medonha. Acho que era falta de grana !!!! rsrsrs Na época a galera “que podia” andava de Caloi extra light.  Mas não foi isso que me desmotivou, ao contrário, cortei a garupa, troquei banco, pneus e fui fazer bicicross por alguns anos. Quem se lembra da pista da DVA ? ? Quem se lembra da pista do Shopping Itaguaçu ? E a pista da Esteves Junior ?  Putz, tempo bom. Minha canela e o joelho viviam feridos !!!!  


Caloi 10 Speed
Depois desse tempo das pistas de Barro, me aventurei por alguns passeios que hoje chamamos de Cicloturismo. Logo em seguida, no tempo da frase “quero minha caloi” ganhei uma Caloi 10 Speed, nem sei o nome correto, que então me aventurei pelo asfalto.  

Aí então veio a época do Surf, da vela, da pesca, e tantas outras coisas que me afastaram da magrela.  Era o Ano de 2006 e trabalhando no Norte da Ilha, me convidaram para entrar num grupo que pedalava a noite. Eu já conhecia a maioria dos medonhos.  Esse era o início do Grupo Duas Rodas que até hoje faço parte. 


Caminho de Santiago de Compostela
Bom, vieram os passeios, as aventuras e as viagens. Nesse período, já fomos pedalar na Serra Catarinense, já participei de 2 Audax, percorri o caminho de Santiago de Compostela, participei de  competições de Mountain Bike, ou seja, utilizo a Bike pra Viajar, pra me deslocar e pra me divertir.  

No pedal, principalmente no Grupo Duas Rodas,  fiz muitos amigos e conheci muita gente legal. Incomodo a todos com piadinhas sem graça, pego no pé da galera, invento alguns apelidos, mas gostaria que compreendessem que a hora do pedal pra mim, é pura diversão e adrenalina !!! Abraço Galera e até outros pedais !! 


Participando de Competição de Mountain Bike
Cicloturismo com o Grupo Duas Rodas
Pedalando com os amigos

Um comentário: