Biketech Floripa

domingo, 5 de maio de 2013



Conheci o biker Marcos Sens durante o Congresso Técnico da competição Desafio dos Rochas, quando o confundi com um outro amigo biker. Conversamos um pouco e falamos sobre a competição.

Agora, após ler o depoimento bem legal que me enviou, fiquei sabendo da importância da bike na vida dele e de como a magrela ajudou-o, alterando seu modo de viver e até a mudar de trabalho.

Espero que gostem de mais esta história Show de Bike!

CicloAbraços, Biker



Primeiro pedal fora de estrada, Praia de Bombas
litoral de Santa Catarina
Foi no dia 15 de novembro de 2011 que proclamei minha independência e decidi colocar a bicicleta na minha vida, como forma de abandonar o sedentarismo e adotar um estilo de vida mais saudável, afinal, já passava dos 40 anos de idade e meus hábitos não eram nada saudáveis. Certamente, cerveja, carnes gordas e horas e horas de sofá na sala de casa não me levariam a um lugar muito bom.

Sou nascido em 12 de maio de 1968, a cerca de 11 anos sou professor universitário e há 6 meses gestor na Free Force, uma das maiores empresas brasileiras produtoras de roupas e acessórios para ciclistas. Vejam só onde a bicicleta me colocou, mais adiante vou contar como isso aconteceu.

Comecei aos poucos a pedalar, com uma bicicleta de ferro, pesada, dura e 18 marchas, 3 meses depois comprei minha primeira Mountain bike de verdade, uma Caloi Elite 2.7 com 27 marchas, muito mais confortável e segura do que a antiga bicicleta de ferro.

Primeiro grande desafio, subida do Morro do Cachorro, 9 km
Foi então que começou a verdadeira jornada, que hoje ultrapassa os 5 mil quilômetros, mais precisamente 5.150 km. Comecei a pedalar aos poucos, 10, 20, 30 km, até chegar aos pedais mais longos, Blumenau à Porto Belo 110 km, Blumenau Faxinal do Bepe 130 km e por aí adiante.

Primeira viagem ao litoral, Porto Belo
No início eram pedais noturnos, após chegar da universidade às 23 hr, onde pedalava cerca de 1 hr por dia. Emagreci, larguei a cervejinha, mudei os hábitos alimentares e ai veio outra vida, com sono mais tranquilo, cotidiano mais motivado e tudo mais que o corpo em movimento, contato com a natureza e novas amizades que a bicicleta pode oferecer.

Como cheguei na Free Force? Pois vou contar.

Depois que entrei no mundo das bicicletas, tive um profundo desejo em estender minha vida profissional para esta área, ainda não sabia como, mas eu queria muito isso. Já vinha observando a Free Force no mercado de roupas, porém ainda não tinha adquirido uma roupa desta marca. Fiquei então sabendo, por um amigo em um pedal, onde admirei a vestimenta do nobre amigo, uma roupa Free Force, e ele informou que a Free Force era blumenauense, foi então que comecei a traçar meu objetivo, de no ano de 2013 me apresentar a esta empresa e colocar-me a disposição para alguma colocação profissional, já que surpreendia saber que uma marca tão reconhecida em todo o Brasil era desta região.
Último pedal em Abril de 2013, Morro do Barão Indaial
Um belo dia estava eu novamente na oficina deste meu amigo, quando chega um rapaz e meu amigo o chama de Free Force. Opa, Free Force? Foi então que me apresentei e começamos a conversar, contei minha história e este rapaz, fundador da Free Force ficou com meu contato para posteriormente conversarmos melhor a respeito de uma oportunidade, já que a empresa está crescendo e necessitaria de uma pessoa em um cargo estratégico. 

E agora cá estou eu, fazendo parte da família Free Force, cada vez mais perto da bicicleta, mais saudável, animado e com muitos anos pela frente.
Realmente a bicicleta mudou a minha vida, não tenho como imaginar mais uma vida diferente dessas, praticando esportes, me alimentando corretamente, tendo ótimos momentos com minha família e uma vida profissional realizada.
Bicicleta é assim, ela transforma as pessoas.

Último pedal Morro do Barão - Abril de 2013
Espero poder com esses meus depoimentos, manifestar e contagiar as pessoas, que tudo é possível, e tudo o que estiver ligado ao bem estar e a saúde é algo NOTÁVEL!


4 comentários:

  1. Parabéns pelo depoimento meu amigo, Realmente é admirável a tua mudança. Agora aguardo você aparecer na minha região para dar uma pedalada. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela iniciativa e pelo depoimento.
    A bike é contagiante como esporte e estilo de vida e abre as portas pra uma vida com mais qualidade e muito melhor de ser vivida!

    CicloAbraços.

    ResponderExcluir
  3. Grande primo! Parabéns. Vc falou do depoimento e eu vim correndo conferir! Obrigada por compartilhar. Assim fico motiva para que tão logo eu volte aos pedais. Comecerei os treinos e te aguardo para a volta a Ilha! Um grande abraço. Daiana

    ResponderExcluir