Cicles Hoffmann

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Foto: Rodrigo Philipps
Garibaldi está localizada a 105 quilômetros de Porto Alegre, a 640 metros de altitude e é conhecida como a capital nacional do champanha. Onde cada estourar é celebrado o trabalho de obstinados, que a cada ano perseguem o ciclo das uvas.

Porém a festa regada a champanha, foi a de bikers que conquistaram o pódio no Desafio Soul de Mountain Bike 2016. Etapa válida pelo ranking Nacional e Gaúcho de maratona, teve a presença de 180 bikers de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

A prova foi dividia pelas categorias oficiais da Confederação Brasileira de Ciclismo e categorias amadoras (municipal e categorias Sport).

O Desafio Soul surgiu com a união da 16ª edição do Desafio da Champanha e do Circuito Soul, que é realizado em Santa Catarina e é referência nesse estado devido a qualidade e organização das etapas.


Foto: Rodrigo Philipps
Os percursos Pro 70 Km e Sport de 45 Km envolviam asfalto, estradas de chão e trilhas.

Na Categoria Pro o vencedor foi o atleta de Pelotas, João Lucas Zardo, que completou o desafio em 03h07min, levando também o prêmio de montanha montado em um percurso intermediário do trajeto.

Meu objetivo principal era conquistar o prêmio de montanha, fiz treinos específicos para isso, ataquei no km 30 mas me sentia bem após a meta montanha e resolvi manter o ritmo até o final da prova e não fui alcançado.” - Comentou o campeão.

Lucas ainda avaliou que há atletas fortes no estado, mas falta intercâmbio para que desenvolva mais o Mountain bike do Rio Grande do Sul.

Outro destaque foi o atleta de Lagoa Vermelha, Ricardo Machado, que é o atual campeão brasileiro da modalidade, na categoria máster C. Ricardo também ostenta o título de campeão pan-americano em seu currículo.

Já conheço a qualidade das provas da Soul em Santa Catarina e é bom ter eventos desse porte em nosso estado, a prova foi bem organizada e ótimo trajeto”. Avalia Ricardo Machado.


Subida da Macumba no final da provaFoto: Rodrigo Philipps
Além de premiação especial a usuários de bicicletas da marca Soul, camisa de montanha, kit atleta, o Desafio Soul contou com um atrativo a mais... a “subida da macumba” tem 200 metros de subida localizada na chegada da prova, onde os atletas se esforçavam ao máximo para conseguir completar sobre a bike.

Dos 180 participantes, somente Felipe Davies Ohse, da categoria júnior conseguiu completar a subida sobre a bicicleta, os demais atletas tiveram que descer e empurrar até a chegada.

. Demais resultados em: www.fgc.com.br
. Fotos e vídeo em: www.facebook.com/circuitomtb

O Desafio Soul teve patrocínio da Soul Cycles, apoio da Prefeitura Municipal de Garibaldi, Banana Brasil, Rossa Uniformes para ciclismo e Agaci. Supervisão da Federação Gaúcha de Ciclismo e Confederação Brasileira de Ciclismo.


Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Foto: Rodrigo Philipps

Categories:

2 comentários: