Biketech Floripa

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Fonte: Vá de Bike

Bélgica vai construir rodovias exclusivas para bicicletas

A província belga de Flandres Oriental, com cerca de 1,5 milhão de pessoas, vai construir uma extensa rede de ciclo-estradas que ligarão cidades em toda a região por meio de rotas seguras e rápidas para comércio, escolas e empresas. O objetivo maior é incentivar as pessoas a mudarem para a bicicleta como principal meio de transporte.
Serão 600 km de vias planas, em linha reta, sem barreiras e com o mínimo possível de intersecções. A previsão é que as primeiras quatro de um total de dez rotas sejam entregues em 2018.
Os trajetos vão de Ghent para Antuérpia, de Ghent para Deinze-Zulte e de Ghent para Wetteren, além de uma rota leste-oeste que atravessa Dendermonde. As pistas terão três metros de largura, trechos com pontes e túneis, dedicados à bicicleta. Haverá iluminação para uso noturno e a velocidade média prevista será de 30 km/h.
A província tem uma vasta experiência na construção de ciclovias como parte da rede de longa distância (LAF, na sigla em holandês). A LAF tem uma vasta seleção de rotas ao longo de ferrovias, rios, canais e leitos de bondes antigos em um total de 1200 km.
Não será necessário construir de maneira completa as estradas de bicicleta. Atualmente, 43% da rede é de alta qualidade. Algumas rotas estão quase totalmente desenvolvidas, embora sejam insuficientes. Além disso, 26% da rede é boa para pedalar, o que significa que os ciclistas precisam compartilhar a via com outros usuários. Especialmente nas cidades esta é muitas vezes a única solução. Já cerca de 200 km de rede precisa ser construída (31%). São os elos entre os trechos prontos.
Ainda não há informações sobre o preço da obra, mas em seu plano plurianual, o governo de Flandres Oriental reservou €$ 2,5 milhões por ano no orçamento.
Se você se interessou em pedalar pela Bélgica, clique aqui para ter acesso aos mapas e rotas disponíveis.

Categories: ,

0 comentários:

Postar um comentário