Biketech Floripa

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Chegamos ao final da 5°edição do Brasil ride Chapada da Diamantina-BA.

A competição este ano estava duríssima seja pelo alto nível dos atletas, pela quilometragem gigante e/ou pelo calor de quase 50° graus.

Nosso grupo Pedal Continente e nossa Grande Florianópolis foram muito bem representados pelos nossos seis atletas mais equipe, conseguindo garantir 3 pódios por etapa e no ranking final da categoria Trio Corporativo ficamos com o 4° e o 6° lugares, dando muito trabalho aos outros adversários.

Queremos agradecer aos patrocinadores Inusitá Moveis Planejados - MVG - Grupo Connect Pirajubaé - Bike Na Midia - Dobracor - Soul Cycles - CicloVil Bike.



A todos que de alguma forma mandaram mensagens positivas pelas redes sociais e a todos que vestem a camisa do grupo Pedal Continente. Ao povo sofrido da Chapada da Diamantina que sobrevive em situações muito críticas e não perdem a simpatia e o bem querer de toda a caravana Brasil Ride.

EQUIPE
Ricardo Alexandre da Cunha (Sequela)
Alexandre Schulter (Nazista)
Alexandre Silva Mike (Mike)
Diego Nau (Pavão)
Normando Pereira (No)
Robson Souza (Robinho)
Joao Paulo (Paulinho)
Adriano Eli Mendes (Polho)

Que venha 2015!!!!!!!

DEPOIMENTO by Mike
Brasil Ride

Só agora consegui escrever sobre esta ultramaratona, que quase me matou. rsrs

Vamos ao primeiro dia
Eu e Robinho largamos em penúltimo, dai já sabe: tivemos que sair feitos malucos, para tentar buscar todo mundo. 

Naqueles single tracks, sei que botamos um ritmo alucinante, e conseguimos o melhor tempo, mas como fomos só com dois atletas, não ganhamos o bônus de 3%, daí caímos para 4o colocado. Sabíamos que isto ia acontecer, mas valeu a brincadeira, já que poupamos o sequela que estava com dores no pé.


Segundo dia
Largamos em um ritmo muito forte, e aos poucos eu fui sentindo, mas foi divertido. 

Desci junto com nada mais, nada menos com uma das melhores atletas do mundo Sônia Looney, foi demais descer com ela, a mulher descia muito e em muitos trechos andamos junto com outra fera do MTB: a Rebecca Rusch.


Aos poucos fui vendo que meu desempenho ia caindo, 50 graus na cabeça foi me minando aos poucos e, quando entramos no Vietnã, começamos a empurrar em alguns trechos. Meu desempenho caiu drasticamente, e comecei a passar mal. Quando vi o atleta da Trek jogado no chão, passando mal, vi que a coisa estava ficando feia e neste trecho, foram vários atletas que não estavam se sentindo bem. No km 114, resolvi ficar no ponto de apoio para não prejudicar mais meu trio, já que tinha esta opção. Claro, que não ganharíamos o bônus de 3%, mas era melhor do que eu seguir me arrastando. 

Fiquei no ponto de apoio das 13:30 até às 18:00 e nenhum médico veio falar comigo, só uma senhora que vinha me trazer água, comecei a vomitar muito e esperava que alguém do nosso apoio viesse me buscar e isso não aconteceu, fiquei totalmente chateado, porque todos da equipe sabiam que eu não estava bem, mas tudo bem... Se fosse eu, não ia contar esforços para ajudar um amigo.

Neste dia fizemos o 5o tempo, mas fomos penalizados em 1 hora, por um de nossos atletas usar meia de compressão, dai caímos para 8o. Já ia esquecendo: tivemos uma corrente arrebentada.

Terceiro dia
Como eu tinha ficado sem me alimentar, quase o dia todo e no período da noite acabei indo para o soro, acabei ficando na reserva para me recuperar. O Robinho e Sequela fizeram um tempo super bom, mas infelizmente o regulamento foi alterado, e o nosso trio foi prejudicado, já que resolveram excluir o pior tempo do ciclista que fez o pior tempo de quem largou com três atletas. Mais um erro do Brasil Ride.

Quarto dia
Largamos em um ritmo mais tranquilo, e íamos recuperando nos single tracks, que eram alucinantes e cada visual.

Abrimos uma boa vantagem e estávamos em segundo boa parte da corrida, quando chegamos a correr até com a fera 10 vezes campeão brasileiro(Ravelli), foi show. No penúltimo ponto de apoio a gancheira do Robinho acabou entortando e perdemos uns 10 minutos. A galera ia passando, até que tentamos buscar os pelotões, grande erro, porque quando chegamos na última serra, eu já estava morto com o ritmo muito forte até então.

Neste dia fizemos o sexto tempo.

Quinto dia
Esta etapa deu um apagão, não lembro de nada. rsrs

Sexto dia
Resolvi me poupar, já que tinha muito estradão, e eu não ia ajudar muito, já
que estradão não é minha praia, mas o Robinho e Sequela fizeram um super tempo, ficaram com a 3a colocação, mas como não recebemos o bônus acabamos ficando em 4o.

Sétimo dia
Daí estávamos em casa, muitos single tracks, conseguimos a 4a colocação, a 30 segundos da terceira equipe, foi quase...  srs

Acabamos ficando em 6 colocado, se não fosse a penalização, acabaríamos em 4o, mas faz parte.

O que importa é que aprendi muito neste Brasil Ride.

E agora é só descansando... rsrs




Gostaria de agradecer aos nossos apoiadores Inusitá Moveis Planejados - MVG - Grupo Connect Pirajubaé - Bike Na Midia - Dobracor - Soul Cycles - Ciclovil Bike


Categories: ,

0 comentários:

Postar um comentário