Biketech Floripa

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

. Sugerida pela biker: Thais Safe
. Fonte: Nômades Digitais


Em bicicletas sentimos tudo. O frio úmido atravessa nossos músculos e chega até os ossos. Nossas roupas acumulam dias de terra, areia, chuva e ficam dias sem saber o que é sabão… a poeira entra em nossos olhos e com as mãos suadas pioramos a situação ao tentar tirar.

Engolimos fumaça em subidas quando o fôlego está quase acabando. Pensamos “onde fomos nos meter? Em que estávamos pensando?” e, junto com a fumaça, seguimos, com gosto de diesel na boca e com um ou outro cachorro nos perseguindo.



É uma escolha nossa. Temos pouca idade e muita energia para enfrentar o desconforto. Não fazemos muitos planos e quase nunca sabemos o que ou quem vamos encontrar naquele lugar que não sabíamos que iríamos dormir. Nos deixamos surpreender ao não criar muitas expectativas. Comemos o que nos oferecem, e quando não, o que nossas economias podem comprar, e quando não, a comida mais barata ou a mais próxima, que pode ser bem estranha. Não há escolha.



Para conhecer um pouco mais e saber como foram os mais de 22 mil quilômetros pedalados até hoje e os que virão pela frente, as pessoas que conhecemos, os lugares incríveis e tudo o que nos tem alimentado nesse tempo, contamos com nossa página no Facebook  e no Instagram.



Categories:

2 comentários:

  1. :)
    Legal, né? Quantas coisas acontecem quando temos força de vontade e ampliamos nossos horizontes!
    obrigada por publicar a sugestão.
    grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu é q agradeço pela excelente sugestão!

      Reportagem bem legal! :)

      Abraços e Obrigado!

      Excluir