Biketech Floripa

segunda-feira, 17 de março de 2014

Koerner era um entusiasta do ciclismo e costumava
percorrer de bicicleta o trajeto entre sua casa e o trabalho
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS
No espaço de apenas uma semana, dois atropelamentos (assassinatos?) fatais de bikers:

Morre menino de 10 anos atropelado por motorista embriagado em Florianópolis (09/Mar/2014) 

. O ciclista Egon Koerner Junior foi atropelado enquanto participava de uma prova de ciclismo na Grande Curitiba (16/Mar/2014)

No primeiro caso, foi constatado que o motorista (assassino?) estava bêbado, conforme constatado através do teste de bafômetro. No próximo dia 30 de março, uma Ghost Bike (Bicicleta Branca Fantasma) deverá ser instalada no Travessão do Rio Vermelho, próximo ao local do atropelamento do garoto.

No segundo, o motorista (assassino?) estava sem CNH e ainda existe a suspeita de que estava embriagado.  Egon Koerner, um conhecido biker, que curtia muito pedalar e era querido por todos que o conheciam, deixará muitas saudades.


Infelizmente, enquanto não houver uma punição rigorosa para os assassinos, muitos outros pedrestes e ciclistas continuarão morrendo atropelados.

Para mim, no mínimo, a cadeia de imediato, sem direito à fiança por alguns anos, além de pagamento de custos e salário à família da vítima. 

É um momento muito triste para todos nós que curtimos pedalar e ter todos os benefícios que este exercício nos proporciona.

LUTO! :(

Categories: ,

4 comentários:

  1. Respostas
    1. E daquele tipo que foi premeditado, quando o bêbado e inabilitado saiu portando uma arma (o carro), e ainda não deu oportunidade da vítima se defender.

      Excluir
  2. Fiquei estarrecido agora, ao conversar com um colega no trabalho, formado e bem experiente, q me disse, ao comentarmos sobre o atropelamento do biker Egon Koerner, o seguinte:
    "- A culpa do acidente foi do ciclista que estava no contra fluxo".

    Rebati a afirmação dizendo que o ciclista estava no acostamento, onde, de acordo com a lei, não existe fluxo, q o motorista além de bêbado não possuía habilitação e q o ciclista estava acompanhando o fluxo, diferentemente do q dizia a Reportagem do Diário Catarinense.

    Ele me respondeu:
    "- Enquanto não corrigirem a reportagem, para mim, o ciclista é o culpado, mesmo com o motorista bêbado e inabilitado, pois ele estava na contra mão".

    Depois disso, ainda tentei mostrá-lo a burrice que estava dizendo, mas ele empacou e não deu o braço a torcer.

    Infelizmente, como ele, certamente muitos pensam assim :(

    ResponderExcluir