Biketech Floripa

sexta-feira, 21 de março de 2014

O Kinesiotape ou Fisiotaping tem apresentado um grande impacto na reabilitação e medicina desportiva nos últimos anos. Foi a técnica terapêutica mais utilizada nos jogos olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012. 

Desenvolvido pelo Dr. Kenzo Kase, que descobriu que a dor muitas vezes resulta de uma disfunção no músculo e tecidos que rodeiam uma articulação.

O estudo teve origem na cinesiologia (estudo do movimento humano), e permite aos músculos ou outras estruturas do corpo humano, um movimento assistido, favorecendo a recuperação da normalidade dos tecidos. Está indicado para o tratamento de distúrbios musculares e redução de edema (inchaço). 


O esparadrapo terapêutico é elástico, feito com tecido 100% de algodão, é à prova d'água, não contém látex e permite que a pele respire sem obstrução. Possibilita ainda o movimento normal do corpo e dura de três a cinco dias na pele depois de aplicado. O K tape pode promover uma melhor estabilidade articular e favorece a contração muscular. A fita não contém nenhum medicamento.

A kinesio taping funciona tanto na prevenção de lesões para quem se exercita com frequência quanto no tratamento de lesões. Na forma como ela é colocada, o profissional direciona a tensão da fita, jogando a força na região da musculatura necessária.

A bandagem terapêutica não é um tratamento curativo de lesões e sim uma terapia alternativa para alívio de dor, serve como uma complementação de tratamento auxiliando muitas pessoas em tratamento a não precisarem interromper a atividade física.



Como funciona ?


Nos casos de dor, quando um músculo está inflamado, o espaço entre a pele e o músculo é comprimido, resultando de uma má drenagem linfática. Esta compressão estimula os receptores nervosos do corpo, dando origem à dor.

Durante a aplicação na zona afetada a pele é estirada, as rugas feitas pela KT são essenciais para a efetividade do método. Este descolar da pele aumenta o espaço subcutâneo, permitindo uma melhor drenagem linfática e circulação sanguínea. É importante ressaltar que a efetividade e eficácia do kinesiotaping dependem da técnica de aplicação, do tipo de material, do tempo de utilização e do tipo de prática esportiva. É necessário conhecer o mecanismo que causou a lesão e as estruturas envolvidas no movimento que o terapeuta quer evitar, facilitar ou potencializar. Fisioterapeutas ou terapeutas manuais habilitados são as pessoas mais indicadas para avaliar a vantagens e indicações do método para cada caso.



Estudos recentes

Em fevereiro de 2012 foi publicado na revista “Sport Medicine” um ensaio clínico controlado e aleatório avaliando 97 estudos científicos sobre o KT. Nesta revisão apenas dois trabalhos investigaram as lesões relativas ao esporte com resultados inconclusivos. Destaque para sete estudos que apontaram bons resultados no pico de força dos músculos quadríceps e isquiotibiais (anterior e posterior da coxa respectivamente). O KT mostrou substancial efeito na atividade muscular.


Principais aplicações da bandagem terapêutica


Tendinites 
. Subluxação
. Cervicalgia
. Lombalgia
. Torcicolo
. Correção postural
. Síndrome do túnel do carpo
. Bursite
. Joanete
. Tensão muscular
. Bruxismo
. Fraqueza muscular
. Entorses
. Instabilidade femuro-patelar
. Lesões por esforços repetitivos




Referências:

Williams, S; Whatman, C; Hume, PA; et al. Kinesio taping in treatment and prevention of sports  injuries: a meta-analysis of the evidence for its effectiveness. Sports Med. 2012;42(2):153-64.


. Autor:  Régis Luciano R. Santos
. Fone:  (48) 3269-5012
. Email: regislrs@hotmail.com
. Site:   www.santaclaramt.com.br
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário