Biketech Floripa

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Local semelhante ao que o biker relatou
Um relato de um quase acidente, onde um biker quase foi ao chão, quando bikers que pedalavam num Grupo invadiram a pista contrária (por onde o biker seguia), gerou várias dezenas de comentários. 

Dentre os comentários, além de pedidos de desculpas, foram listadas várias dicas que servem para todos que pedalamos por ciclovias possamos seguir, para que fatos como esse não se repitam. 

No final, algumas excelentes considerações. Se você tiver mais alguma, sinta-se à vontade para incluir na seção de comentários! :)


O (quase) ACIDENTE

Biker 1

Pedalando pela ciclovia da Costeira, EU VINHA EM SENTIDO CONTRÁRIO e vinha sozinho, voltando de um treino leve, acho que uns 27 ou 30 km/h. Vi o grupo de longe. E toda vez que vejo um grupo com faróis e tudo o mais eu fico contente, sim. Acho muito massa! Pensei que passaria tranquilo por vocês, e cumprimentasse a cada um como quase sempre faço com grupos que passam por mim ou passo por eles, pois conheço a maioria dos ciclistas. 

No momento em que nos cruzamos veio o susto. Vi que vinham uns dois ou três na minha direção e não desviariam, não retornariam pra faixa da mão deles, então rapidamente liguei o "pisca" do meu farol, que já estava aceso. E não adiantou, vieram de encontro comigo, mas com certeza me enxergaram de longe. 

O único problema, creio, foi aquelas manilhas de esgoto que colocaram no meio das duas pistas para os carros não transitarem na ciclovia. Ali só passa uma bike, uma de um lado e outro de outro lado na outra mão. Como no lado de vocês havia areia (que dá tranquilamente pra passar), esses que estavam à frente não quiseram passar por ali, e invadiram a contramão de onde eu vinha. 

Impossível não me enxergar pois eu vinha com um farol de 1.800 lumens e piscando. Fizeram de propósito, não tavam nem aí pra quem vinha na outra mão e me jogaram para o meio fio, onde freei e raspei com a roda dianteira no meio fio. 

Por pouco não aconteceu um acidente feio comigo, às vésperas de uma corrida de MTB.

DICAS

Um dos Líderes do Grupo (não pedalando no dia)

Pessoal isto serve para refletir e corrigir os erros... Se um ciclista experiente não consegue passar pelo sentido contrário imagina os que começaram há pouco tempo, idosos e etc...


Aproveitando esta oportunidade gostaria de passar algumas dicas para uma boa conduta principalmente na ciclovia.

1. Mantenha toda a bike na direita, muitos colocam a roda na direita, mas o guidão fica na contramão, então se policie ao espaço utilizado.

2. A velocidade máxima de uma ciclovia regulamentada pelo código de trânsito é 20 km/h, isto quer dizer máxima! No caso da beira mar norte, entre trapiche e Koxixos, o prudente é entre 12 e 15 km/h no máximo, quem já pedalou comigo já notou como forço o grupo a andar em baixa velocidade nestes locais.

3. Cuidado redobrado ao cruzar por outros grupos e ciclistas, pois devemos nos manter na nossa mão e esperar que muitas vezes eles podem não fazer o mesmo, sejamos sábios e nos desloquemos ainda mais para a direita.

4. Farol virado para baixo: hoje nossos faróis são muito fortes e literalmente cegam quem vem em sentido contrario, por isso, direcionem ele bem para baixo, principalmente nos trechos bem iluminados da ciclovia.

5. Ciclovia é lugar para se andar de bicicleta, mas também de roler, skate, correr, ensinar filho a pedalar, etc... enfim é área de lazer, não de treino para ciclistas, vamos respeitar reduzindo a velocidade e mantendo uma boa convivência neste espaço.

6. Quando um grupo mais rápido encontrar na ciclovia ou na rua um grupo à sua frente em velocidade mais lenta - no mesmo sentido da via - diminuir a velocidade e tomar muito cuidado ao ultrapassar, de preferência aguardar um momento e local seguro onde os dois blocos possam passar sem se chocarem e com o os ciclistas mais rápidos passando pela esquerda sempre! Lembre-se de manter uma distância segura do outro ciclista, especialmente em grupos que sempre tem muitos iniciantes.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES



Biker 1

Ao ultrapassar outros ciclistas tenho diminuído bastante a velocidade, pois as vezes são casais de ciclistas conversando um ao lado do outro, pai com filhos, mulheres aprendendo a andar de roller (essas tem que ter cuidado em DOBRO, hehe). Quando passo por crianças de bike aí mesmo que diminuo bastante e vou lá no outro lado da mão, bem rente ao meio fio, pois crianças são imprevisíveis, sem a gente perceber elas atravessam a bike nas duas pistas. Coisas de ciclovia né galera...


Biker 2

Há pouco tempo eu também comecei a pedalar mais por condicionamento físico e pra tirar o estresse causado pelo trânsito, no qual eu dirijo meu carro e vejo nesse pouco tempo que pedalo a falta de respeito tanto de alguns ciclistas quanto dos motoristas veiculares, há disputas entre ciclistas por espaço a frente, há ciclistas que não tem noção de espaço e acham que os outros é que devem desviar sem raciocinar que esse egoísmo pode levar a um acidente comum, como um tombo ou até uma fatalidade! Vamos respeitar a vida no modo geral.

Biker 3

Dirigir só se torna perigoso quando achamos que sabemos dirigir muito bem nosso veiculo e o dominamos completamente. Saber reconhecer nossas limitações e ter humildade na vida nos ajuda a tomar decisões com mais eficiência e nos submeter a decisões que não nos ponham em vantagem sobre o próximo será
 sempre a decisão mais sábia a se tomar. Pode ter sido ou não proposital o ocorrido mas já serviu para aprendizado e crescimento do grupo que vai melhorar ainda mais.


Exemplo de um Grupo de Ciclistas na ciclovia que parece estar pedalando
de forma mais adequada, mas tem vários guidões invadindo
a pista contrária e um biker na contramão.

Categories:

6 comentários:

  1. Bom debate, mas não existe velocidade máxima pra ciclovia, muito menos 20km/h, salvo onde indicado por placa como numa das fotos.

    É necessário entretanto bom senso e baixa velocidade em especial onde a via é compartilhada com usuários mais vulneráveis.

    ResponderExcluir
  2. A velocidade máxima de uma Pedelec é 25 Km/h (é uma bike com motor elétrico (sem acelerador) acionado pelo pedal), elas podem andar em ciclovias e ciclofaixas. A bikes com motor e com acelerador não podem andar em ciclovias e ciclofaixas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (porque podem passar do 25 Km/h)

      Excluir
    2. Não sei se a resposta foi pra mim, mas sim, existe uma resolução do contran que estabelece limite de velocidade para bikes elétricas (e outros veículos similares) em ciclovias. Mas não existe nada que regulamente velocidade de bicicletas normais, a não ser o bom senso, claro.

      Excluir
    3. só para informar esta nova lei do Contran, pois deu muita polêmica.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir