Biketech Floripa

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Olá Pessoal,

Nesta última terça-feira, ao retornar de bike para casa, após o trabalho, acabei me acidentando, quando bati num tachão (também chamado de tartaruga; foto ao lado). 

Resumo de como foi (escrito num momento de 'insPiração') :

Terça-feira, de bike, ao tentar desviar de um caminhão, 
bati com a roda da frente num tachão, 
tomei um tombão, 
a roda de um carro passou sobre os dedos da minha mão e 
também fiquei raladão. 
Agora estou de tala e sem previsão... 
(de voltar a andar de bike :(

Antes de tudo, gostaria de deixar claro que nenhum dos motoristas, nem do caminhão e nem do carro, tiveram alguma culpa. Inclusive, tenho muito que agradecer:
  • ao meu amigo biker que estava pedalando junto comigo e me ajudou bastante;
  • à motorista do carro cuja roda passou sobre meus dedos pois, mesmo sem ter culpa alguma, me levou ao posto de saúde (fechado) e depois à uma clínica (também ligou para o 191, mas estava ocupado) e
  • ao pessoal da clínica (SOS Ortopedia), onde fui devidamente tratado.
Para mim, foi a somatória dos fatores abaixo que resultou no meu tombo:
  • Local inadequado para ciclista. Não havia acostamento e o trânsito estava parado, resultando em 3 opções: pedalar pela calçada, pelo centro da avenida ou ficar parado na pista de rolamento (entre os carros).
  • Escolha errada. Como fiz em todas as outras (dezenas de) vezes, fui pelo centro da pista, para poder pegar o acostamento cerca de 50 m à frente. 
  • Imperícia. Ao desviar do caminhão, calculei errado e trombei no tachão. Como minha bike não tem amortecedor, fui jogado para frente, quando a bike parou no obstáculo. Caí de lado, ralando o cotovelo direito, e rolei, não por vontade própria, para o lado do carro, fazendo com que minha mão esquerda ficasse no caminho da roda dianteira do carro.
Agora é cuidar dos dedos que quebraram e, tão logo possível, voltar a usar o meu meio de transporte predileto, a bike!

Segue uma imagem do local do acidente e algumas publicações sobre este assunto, além de uma interessante reportagem sobre este tema.

Local do acidente e da queda





Alguns Links sobre o assunto


Documento da Semana, Programa CQC da Band

  • ACIDENTES COM CICLISTAS: O número de acidentes com bicicletas no país tem aumentado, principalmente após as medidas de incentivo ao uso, como a construção de ciclovias e ciclofaixas. Enquanto isso, os cidadãos continuam reclamando do desrespeito dos motoristas em relação às bikes e do descaso do governo.

8 comentários:

  1. Audálio!!

    Essa questão de não ter amortecedor dianteiro é controversa. Eu sofri um acidente na ciclovia do Rio Pinheiros por ter o amortecedor! É que ao passar por uma lombada da ciclovia (confesso que vinha rápido, cerca de 40 Km/h), eu perdi o equilíbrio justamente porque a suspensão acionou. Se eu não tivesse suspensão, eu teria saltado a lombada como pretendia originalmente. Moral da história, como diria o manezinho: dei com os corninhos no chão.
    Em nenhuma situação o ciclista deve passar no "corredor". Nâo tem acostamento? Pois suba na calçada. Há pedestres na calçada? Pois desmonte da bicicleta e siga a pé. No corredor, não rola...
    Grande abraço, Audálio! Melhoras para ti!!

    ResponderExcluir
  2. Que susto!
    Estou aqui pensando o que dizer além de "boa recuperação" ou "melhore logo", pois só quem já sofreu acidente sabe o que é ficar assim parado e ter sua vida modificada assim no susto, sem aviso... ainda bem que não foi nada pior! Ainda bem que vc teve atendimento logo, não ficou jogado no asfalto passando dor, sozinho. Bem, ainda assim espero que vc melhore logo (voltando a pedalar) e tenha uma boa recuperação (sem sequelas), o que também é importante.
    CicloAbraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Thaís!

      Apesar de não ter acontecido muita coisa, este pouco já mudou bastante minha rotina nestes últimos 4 dias!

      Também torço por uma boa recuperação e sem sequelas! :)

      Abraços!

      Excluir
  3. A narrativa diz tudo. Um acidente nunca é causado por uma simples razão, sempre há várias e, em geral, nossas atitudes.
    Espero que estejas bem logo.
    Agora, conta aí, como fazes pra teclar?
    []s
    Moacir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Moacir. Neste caso, minha escolha poderia ter sido melhor...

      Como dizem por aí, estou 'catando milho', digitando uma letra de cada vez :)

      O mais complicado são as combinações (por exemplo: ctrl+alt+del) e selecionar usando o touchpad do notebook :)

      Abraços!

      Excluir
  4. Fala Audalio! Que bom q nao foi nada mto grave! "Vao-se os dedos, ficam os aneis", hehe! Voce deveria enviar esse relato `a prefeitura. http://www.pmf.sc.gov.br/ouvidoria/index.php?pagina=requisicao
    Eh sucinto, positivo e didatico. A culpa nao foi de ninguem, mas se tivessemos uma ciclovia ali certamente esse acidente nao teria ocorrido. Algo muito pior poderia ter ocorrido. Ciclovias e ciclofaixa sao obras relativamente baratas e dependem mais da "boa vontade" do que de verba.
    Melhoras! Abracos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa ideia Gabêra!

      Valeu e obrigado pela dica. Vou contactar a prefeitura.

      CicloAbraços!

      Excluir