Biketech Floripa

domingo, 7 de abril de 2013


A história da Gabi com a bike é curta, mas recheada de conquistas de amizades e de pódios, inclusive internacional!

A biker Gabi é uma pessoa que não tem medo de encarar desafios! Com pouco tempo de pedal, já encarou uma cicloviagem internacional, com colegas que não conhecia muito bem e pedalando dezenas de quilômetros diariamente.

Estive na primeira pedalada que ela fez junto com o Grupo Duas Rodas e em várias competições que ela disputou. É impressionante o crescimento técnico dela como ciclista e também o crescimento como pessoa, sendo que ainda tem potencial para crescer ainda mais!

Espero que gostem de mais esta história Show de Bike!

CicloAbraços, Biker


Minha história com a bike iniciou apenas há 3 anos e graças à minha amiga Carine Blat!

Na ocaisão, ela me convidou para um cicloturismo pela Serra Catarinense. Nunca tive uma bicicleta e tampouco o hábito de pedalar, mas com auxílio de uma bike emprestada, aceitei o desafio. Só não imaginava que este dia seria um marco em minha vida!

Pedalando com a primeira bike
No entanto, a sede por pedalar novamente só pôde ser saciada após 5 meses, quando pude comprar minha primeira bicicleta. No dia seguinte, sozinha e com a felicidade de uma criança que acaba de adquirir um brinquedo novo, compareci no local de encontro do grupo de pedal Duas Rodas, onde me apresentei e passei a integrar oficialmente o mundo sobre duas rodas. Lembro claramente deste primeiro pedal , onde precisei ser empurrada na subida de todos os morros e me atrapalhava toda para trocar as marchas. A falta de intimidade com a bike fez com que eu ficasse os 3 dias seguintes com dificuldade de sentar ou caminhar, mas o acolhimento e carinho dos bikers me permitiram ser persistente e desde então participei fielmente dos pedais semanais por meses seguidos.

Com o Grupo Duas Rodas, o qual considero o grupo do coração e que faz parte da minha vida até hoje, conquistei novos amigos, aprendi a pedalar e vivenciei grandes momentos junto da bicicleta. 

Em apenas 3 meses pedalando, tive a oportunidade de realizar com 3 amigos que mal conhecia minha primeira cicloviagem internacional, o Caminho de Santiago de Compostela. Foi a melhor experiência da minha vida! Foi uma experiência tão fascinante que repeti no ano seguinte.

Pedalando pelo Caminho de Compostela
Por quase 2 anos minha rotina foi de pedalar em grupo, de forma integrativa, social e por
lazer, até que certo dia alguém me disse que eu pedalava bem e que tinha potencial para
competir. Eu acreditei!

Em janeiro de 2012 me filiei na Federação Catarinense de Ciclismo, contratei um treinador
(Vitor Costa) e iniciei dedicação intensa ao ciclismo competitivo na modalidade Mountain Bike.

Treinamento este que até hoje associo com minhas atividades enquanto enfermeira. Com a necessidade de treinos intensos e técnicos, passei a pedalar na maior parte do tempo sozinha e, em alguns momentos com o grupo de pedal MTB Floripa que é composto por muitos bikers competitivos e que muito contribuíram para meu aperfeiçoamento.


Pódio na Copa MTB Grande Florianópolis
Meu primeiro pódio como atleta filiada ocorreu logo na primeira etapa do Campeonato Catarinense “Copa MTB Grande Florianópolis – Aniversário de São José”. 

Aos poucos fui alcançando outras vitórias, adquirindo experiências, aprendendo estratégias, conhecendo grandes atletas e conquistando meu espaço.

Após 6 meses competindo recebi minha primeira oferta de incentivo. Com o apoio do Ciclo Vil Bike passei a fazer parte do grupo Pedal Continente e representá-lo oficialmente nas competições. Este grupo não possui perfil competitivo em sua totalidade, mas integra bikers com grande potencial e é um grande incentivador do ciclismo catarinense. Juntos passamos a formar grupos de treinos e com eles venho obtendo dia-a-dia a oportunidade de crescimento pessoal e como atleta. 




Encerrei meu primeiro ano competitivo com o título de Campeã Catarinense de Mountain Bike Marathon 2012.

Em janeiro de 2013, ao lado do meu amigo e parceiro de grupo Alexandre Silva (Mike), conquistamos nosso primeiro título internacional na prova de ultramaratona Trans Andes
Challenge na categoria dupla mista 60+, realizado na Patagônia Chilena. A vitória me abriu oportunidades e com isto passei a receber também o apoio da Academia Superação nos meus treinos e competições.

Em pouco tempo, a bike passou a fazer parte da minha vida de forma expressiva e incondicional, divertida e séria, desafiadora e instigante. Gosto de desafios, gosto de superar meus limites e amo pedalar. 

Pódio da competição internacional TransAndes
Por isso, mesmo não sendo uma atleta profissional, tenho me dedicado ao ciclismo com os recursos e tempo que me são possíveis. Ciente de que existe um longo caminho pela frente, já me considero vitoriosa por tudo o que conquistei. Não refiro-me á conquista de títulos, mas aos amigos, à saúde, ao bem estar físico e mental e à tudo àquilo de maravilhoso que a bike tem proporcionado em minha vida!

10 comentários:

  1. Excelente relato! É a bike mudando a vida de muitas pessoas! Parabens pela dedicação e resultados! (Wilian Belmonte)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Wilian!! Obrigada pela parceria em muitos pedais!!

      Excluir
  2. Parabéns Gabriela!
    Existem pessoas que nasceram para a bike e você é uma delas.
    Bons treinos e muito sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Cara! Agora que eu vi... ela é minha vizinha!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe! Coincidência!
      Quem sabe não combina uns treinos junto com ela?

      CicloAbraços! :)

      Excluir
  4. Parabéns Gabi!! Lindo relato. Sempre em frente!! Estamos sempre torcendo por você, e aguardando para comemora as vitorias juntos contigo!!Bj. Souza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Souza!!! Sei que posso sempre contar com vcs!

      Excluir
  5. Parabéns Gabi pelo lindo relato e verdadeiro. Independente de nossas camisas serem diferentes sabes que é um prazer pedalar ao seu lado. Aparece em nossos pedais, sabes que é muito bem vinda. Abraços e sucesso sempre. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Assis!!! Vc é muito parceiro e gosto de pedalar com vc tbm!!! Obrigada pela receptividade e apoio sempre!

      Excluir