Cicles Hoffmann

domingo, 19 de março de 2017

Os japoneses têm dado exemplos de como pode-se reduzir, ou mesmo acabar, com o problema dos congestionamentos. Advinha qual o meio de transporte que eles têm utilizado para executar esta tarefa?

Os japoneses e mesmo os estrangeiros que moram lá, adotaram a bicicleta como um dos principais meios de transporte. Até de terno e gravata ou mesmo de salto alto, homens e mulheres têm pedalado e com isto têm reduzido os problemas causados pelos automóveis ao meio ambiente. Ainda tem o lado da saúde dos ciclistas, que melhora sensivelmente!

Quem é que já não teve problemas com este malefício do mundo moderno? E, por aqui ser uma ilha (Florianópolis-SC), a tendência é piorar.



Por isso, vamos lá: Pedala Floripa! :)

Japoneses dão exemplo contra os congestionamentos
Fonte: G1 Globo.com

Um dia chuvoso parece péssimo para sair de bicicleta... Não para Sabrina, brasileira que mora em Tóquio. Ela não iria deixar seu transporte preferido de lado por causa de uma chuvinha à toa. 

É bom, a gente vê a cidade com mais calma”, diz Sabrina Hellmeister, cantora. 

É preciso ter cuidado para pedalar na calçada, mas nos cruzamentos a faixa dos ciclistas é bem marcada. 

No caminho, Sabrina encontra dezenas de outros corajosos. O governo chegou a proibir o uso de guarda-chuva e bicicleta ao mesmo tempo, porque isso pode provocar acidentes. Alguns desrespeitam a lei, mas não deixam de pedalar. 

Vinte minutos depois, Sabrina já está em casa. “Eles andam muito de bicicleta, eu acho muito legal, e eu acho que faria falta para mim se eu deixasse o Japão”, comenta. 

Quando o tempo está bom, o número ciclistas aumenta. O Japão é o terceiro pais com maior número de bicicletas, só perde para Estados Unidos e China, que têm populações bem maiores. 

Mães carregam seus filhos de bicicleta, com todo o equipamento de segurança necessário para proteger as crianças. 

Pedalar pode ser também elegante. Para os japoneses, combina com qualquer sapato ou roupa, até com terno e gravata. Um rapaz disse que não tem carro e não gosta de dirigir em Tóquio. De vez em quando pega o metrô, mas gosta mesmo é de andar de bicicleta. 

Pedalar de salto alto? As japonesas estão acostumadas e fazem isso com muito charme. "Para mim não tem nenhum problema", diz uma menina. "É como pedalar usando tênis", afirma. 

Tóquio não tem ciclovias porque as ruas são estreitas. Apesar disso, tudo é feito para facilitar a vida dos ciclistas. Em toda a cidade, há estacionamentos. Um deles aqui fica ao lado de uma estação do metrô. As pessoas vão até um determinado local de bicicleta e seguem para o trabalho de trem. O carro fica em casa. 

Uma israelense passou a usar bicicleta quando se mudou para Tóquio. É muito conveniente e fácil. Muita gente anda e todo mundo respeita os ciclistas. 

Com as bicicletas e o transporte público eficiente, Tóquio dificilmente tem engarrafamentos, apesar de ter uma população maior do que a de São Paulo. 

E os moradores do Japão estão entre os mais magros, saudáveis e os que têm vida mais longa no planeta. Um dos motivos, é que fazem exercício, nem que seja no caminho entre a casa e o trabalho.





0 comentários:

Postar um comentário